Aquilo que te diria se não estivesse cansada de o repetir

Falei, falei, falei. Fartei-me de tentar falar contigo, cheguei à conclusão de que nunca me ouvirás. Só vais perceber no que te meteste, quando bateres no fundo. Dizes sempre que eu nada sei, que só quem se encontra por dentro do assunto é capaz de compreender o prazer que isso te dá. Diz-me onde é que esse mundo é melhor do que aquele que eu te poderia oferecer?
Tentei não ter que te fazer escolher entre uma coisa e outra, mesmo assim tomaste a tua decisão. Mas não foste o único a descobrir algo novo na tua vida, eu descobri que não consigo viver sem ti, mas que também não consigo viver contigo sabendo essa vida que levas. Não quero passar o resto dos meus dias preocupada contigo, sem saber o que estás a fazer, se estarás bem. Queres viver a vida louca, sabes que não podes contar comigo.
Dizem que os amigos estão sempre connosco nos bons e nos maus momentos, que nos devem apoiar sempre. Desculpa meu querido, mas não sou capaz de te apoiar nessa tua decisão. Mesmo assim, não sou capaz de simplesmente te deixar ir.
Todo o mundo diz que a vida é tua, que se tu te quiseres matar a decisão é tua e ninguém tem nada a ver com isso. Para mim, isso não é bem assim. As pessoas dizem isso porque não sabem o que é ter medo de se perder alguém que tanto se ama. Amo a tua vida muito mais do que amo a minha própria vida. Sabes de tudo isto, e por isso vejo isso como um acto de puro egoísmo. Será que não pensas em mais ninguém para além de ti?
Apetece-me dar-te um abanão para que acordes e vejas o que tens andado a perder. Sei que não sou muito, mas sou uma pessoa real, tenho sentimentos. E sei que por baixo dessa cortina de fumo que te enubla o coração também me amas. Apenas escolheste não dar importância a esses sentimentos para que não te magoasses.
Apesar de tudo, sabes que não vai ser tarde demais quando o fumo sair da frente porque eu vou continuar aqui de braços abertos, pronta para te acolher de novo. Por favor, não deixes que isso estrague tudo o que de bonito a nossa relação poderia ter. Amo-te.

3 comentários:

Sra. Muito me contas

É triste mas às vezes simplesmente não podemos fazer nada para ajudar os outros. Tive (não sei se ainda tenho) um amigo que teve metido em situações perigosas (digamos assim) falei com os seus pais, estes já tinham falado com ele e de alguma forma já tinham pedido ajuda profissional, esta ajuda disse-lhes uma coisa que na altura não concordei mas mais tarde percebi que realmente é o melhor a fazer.. Disse que não pode ajudar as pessoas até estas baterem no fundo. Será que isto é mesmo necessário? Não sei, mas o que é certo é que foi isso que aconteceu, até lá é impossível fazermos alguma coisa.. pois podemos piorar ainda mais a situação..

Obrigada pela visita ao meu blog :)

Estrelinha*

E depois desse texto lindo .. o qe dizer?
P.S-> jogas isketch?

Patrícia

A situação em que te encontras é mto complicada e há algum (muito) tempo atrás passei exactamente pela mm situação que tu. Na altura tb achava que não podia viver sem essa pessoa até ao dia em q ele proprio se privou de viver comigo (não morreu), mas foi preso. E sabes que mais? Doeu, mas passou e deixou marcas, marcas essas que representam quem sou hoje e se sou como sou, tb o devo a ele:)
Vais superar isso, mas sozinha. Feliz ou infelizmente.

Enviar um comentário

Return top